Os melhores bares em rooftops em Lisboa

Terraço ou rooftop? Use a palavra que quiser, o importante é estar em altas, que é como quem diz, nas alturas, sempre de copo na mão
Fotografia: Arlindo Camacho

A palavra rooftop ainda não é reconhecida pelo dicionário Priberam (a alternativa é, rosto, rotos ou rolitos), mas cada vez é mais usada no vocabulário alfacinha, com muitas sunset parties em rooftops por essa cidade fora, onde cocktails não faltam. Não revire já os olhos se já está cansado destas palavras e expressões inglesas. Encare esta lista como uma sugestão de bares em terraços em Lisboa porque no fundo é que isto é. Seja como for, deixámos as vertigens no rés-do-chão e subimos aos terraços de hotéis, centros comerciais e parques de estacionamento para eleger os melhores bares em rooftops em Lisboa.

Os melhores bares em rooftops em Lisboa

1
Hotel Mundial - Rooftop

©DR

Bares

Hotel Mundial Rooftop Bar

Tem rooftop no nome e só por isso deve encabeçar esta lista. O terraço do bar do Hotel Mundial é um dos clássicos da cidade. O último piso do hotel no Martim Moniz já ganhou fama graças às selfies viradas para o castelo. Há várias opções de gin (13€), vinho a copo (a partir dos 4€), sangria (copo 6€, jarro 19€) e cervejas (a imperial custa 3,70€). Mas há também várias páginas na carta com diferentes opções de cocktails.

2
Terraço do Lux Frágil

©Luisa Ferreira/Lux

Noite

Lux Frágil

Talvez só quando precisamos de apanhar ar ou numa ida à casa de banho (também neste último andar e quase a entrar para a lista das melhores casas de banho de Lisboa) nos lembramos que o Lux tem um dos melhores terraços da cidade. A culpa é da programação sempre recheada da discoteca, que nos dá pouco descanso. Ainda assim, vale a pena ver as vistas para o rio e beber um cocktail.

3
TOPO - Esplanada

Fotografia: Arlindo Camacho

Bares

Topo

O primeiro dos Topos é o único no topo de um edifício, neste caso do Centro Comercial Martim Moniz. E também é o que tem a melhor vista. Recoste-se num dos bancos de madeira e vire-se para o lado de Lisboa que mais lhe apetece. DJ sets e cocktails, fazem com que seja especialmente bom ao final do dia.

4
sky bar

Fotografia: Manuel Manso

Bares

Sky Bar

O rooftop do Hotel Tivoli, na Avenida da Liberdade, costumava funcionar apenas de Abril a Outubro, mas desde o ano passado que voltou a funcionar o ano inteiro. O espaço foi totalmente remodelado, está mais colorido e na carta há muitas novidades. Os clássicos pregos mantêm-se, mas há uma nova secção de sushi, pensada por João Pinto (antigo sushiman do Midori, no Penha Longa).

5
level eight rooftop

Fotografia: Arlindo Camacho

Bares, Bares

Level eight

O nome diz tudo, só não diz em que oitavo andar fica. É na Rua Castilho, tem 350 metros quadrados, capacidade para 200 pessoas e a vista, do Parque Eduardo VII ao Jardim Botânico, é qualquer coisa. O espaço foi praticamente todo coberto por deck e está apenas circundado por vidros, já a pensar na vista desafogada sobre a cidade. A panorâmica só é cortada por um jardim vertical com um letreiro luminoso da Disaronno. O licor italiano, de gosto semelhante à amêndoa amarga, é o patrono oficial do Level Eight. A carta inclui 16 cocktails, quatro deles à base do famoso amaretto.

6
Entretanto roof top bar

©DR

Bares

Bar Entretanto

Chiado

O Entretanto Rooftop Bar, no cimo do Hotel do Chiado, é tão incrível que tem uma vista digna de um miradouro. Na lista de bebidas há gin fizz, martinis, mojitos, margaritas e tudo o que combina com um bom pôr-do-sol na cidade.

7

skybar oriente

Fotografia: Manuel Manso

Bares

Sky Bar Oriente

O Tivoli Oriente desempoeirou o terraço e abriu um Sky Bar no 16.º piso do hotel – é mais alto que o da Avenida da Liberdade (que fica no 9.º andar), tem vista desafogada para o Tejo e ponte Vasco da Gama (com o Montijo e Alcochete ao fundo), petiscos, combinados de sushi de fusão e cocktails. Mais precisamente há 13 cocktails de assinatura, fora os clássicos, que vêm para a mesa com pipocas e batatas fritas. E jarros de bebidas espirituosas para partilhar com os amigos. Para ir picando há ainda nachos com queijo cheddar, mini-pregos do lombo e uma secção de sushi de fusão, preparado num balcão à vista de todos.

8
Silk Club

©SILK

Bares, Clubes privados

Silk Club

Chiado

Consegue viajar no tempo e imaginar os antigos clubes privados? Se a resposta é não, o máximo que podemos fazer é apresentar-lhe o Silk Club. Para evitar filas ou um porteiro carrancudo, deixe o nome na guest list do site desta discoteca, que também serve jantares (à terça, a noite faz-se no feminino, com o Menu Sushi Girls Night Out, por 25€). Ainda online pode utilizar o Bottle Service para ter uma garrafa à sua espera.

9
Esplanada Rio Maravilha

Fotografia:Arlindo Camacho

Restaurantes, Fusão

Rio Maravilha

Alcântara

Entre os petiscos para acompanhar uma das melhores vistas da cidade, a do terraço do Rio Maravilha, estão, por exemplo, ceviche de gambas, peixe, berbigão e cebola, crocante de tapioca cremosa, ou uma barriga de porco crocante. Quanto aos cocktails, a lista é longa e recomenda-se. Ao pôr-do-sol, principalmente aos fins-de-semana, conte com música e festas.

10
The Insólito

©DR

Restaurantes, Português

The Insólito

Bairro Alto

No topo de um antigo palacete, o The Insólito pendurou no tecto Barbies, passarinhos em origami e candelabros sobre o balcão onde se servem cocktails de assinatura. A decoração preenche as quotas necessárias de insólito. A lista de cocktails é longa, tal como a oferta da carta de vinhos. E ainda nem lhe falámos da vista, em pleno Miradouro de São Pedro de Alcântara.

11

Booking.com

Hotéis

H10 Duque de Loulé

O chão azul e branco é a imagem de marca deste terraço do hotel H10 Duque de Loulé. Situado num décimo andar, o protagonismo vai para a vista sobre o Tejo e para toda a Baixa Pombalina. Além de tomar uma bebida e de ver a vista, neste terraço no hotel H10 Duque de Loulé há música para acompanhar o pôr-do-sol de quinta a sábado. Na carta encontra gins e cocktails.

12
Upscale Bar, Epic Sana

©Epic Sana

Hotéis

Epic Sana Lisboa

Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Nas Amoreiras, a piscina do hotel Epic Sana, no nono andar, é uma das mais apetecíveis da cidade. O UpScale Bar não lhe fica atrás. A funcionar de Abril a Setembro todos os dias da semana, serve champanhe, vinho, bebidas espirituosas e cocktails com e sem álcool. Tem uma longa lista de gins e entre os cocktails para refrescar destacamos o Upscale Ice Tea (14€). Outra das hipóteses — e a mais eficaz — é um mergulho na infinity pool. São 50€ por dia e as crianças até aos 12 anos só pagam metade.

13
Esplanada Park

Fotografia: Arlindo Camacho

Bares

Park

Chiado/Cais do Sodré

Nunca foi tão cool sair à noite num parque de estacionamento. É quase impossível conseguir lugar numa das mesas do Park ao pôr-do-sol e o sítio tornou-se muito popular entre os turistas que visitam a cidade. Há sempre DJ sets (geralmente com dois DJs por dia, um no turno da tarde, outro no da noite) e a lista de cocktails inclui, por exemplo, daiquiris de limão, morango ou banana, cocktails de gin, caipirinhas, whisky sours ou piñas coladas.

14
Bar Terraço Santa Luzia

Fotografia:Manuel Manso

Bares, Cafés/bares

Bar Terraço de Santa Luzia

Alfama

A cidade está entre os destinos turísticos mais badalados e este terraço é um dos preferidos dos nossos amigos camones. Com vista para Alfama e espaço para 65 pessoas, tem uma sangria de espumante (20€ / 1 litro) que faz furor entre os clientes.

15
House of Wonders

Fotografia:Manuel Manso

Restaurantes, Vegetariano

House of Wonders

Cascais

Próxima paragem: Cascais. Fomos até ao fim da linha, mas só porque este terraço vale a viagem. Longe das multidões das praias e esplanadas do paredão, o rooftop colorido deste restaurante/loja tem uma bela vista e muita sombra, mas, melhor do que isso, é o lugar próprio para saborear, conversar e partilhar. Tudo com calma. A comida é vegetariana e vai bem com sumos de fruta, um copo de vinho ou cerveja artesanal.

16
The View Rooftop

©DR

Noite

The View Rooftop by Frize

Belém

A carta deste bar nas alturas no Restelo é simples: imperial (2,50€), gins (desde 6€), whisky (desde 5€) e caipirinha (desde 5€). O acesso faz-se por escadas, mas são poucos degraus – e valem a pena. É um espaço after work descontraído para aproveitar os fins de tarde e fecha para festas privadas (estava sem saber onde organizar a despedida de solteiro daquele amigo que está quase a casar? Tcharan!).